A Sua Solução em Comércio Exterior e Logística

Noticias

Camex reduz impostos de 116 peças automotivas

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) aprovou nesta terça-feira a redução do imposto de importação de 116 peças automotivas para 2%. As tarifas anteriores variavam de 14% a 18%. “São peças que não estão sendo fabricadas no Brasil”, afirmou o secretário executivo substituto da Camex, André Alvim, informando que um automóvel chega a ter 5 mil itens diferentes.

A resolução da Camex informa que os itens foram colocados na condição de “ex-tarifários”, importados para produção, um mecanismo de estímulo a esse tipo de investimentos. Segundo Alvim, a medida atende as propostas do setor privado e o acordo fechado com a Argentina sobre a Política Automotiva Comum, tendo vigência enquanto durar o entendimento.

Hoje, há um regime de desconto sobre a tarifa de importação de autopeças. Esse desconto, que era de 40%, hoje está em 30% e, até maio de 2011, não existirá mais. A redução progressiva foi anunciada pelo governo no ano passado sob a alegação de que incentivaria a produção nacional, diminuindo as importações.

Embora a medida anunciada diminua a tarifa sobre importações, o secretário reforçou ela que não afetará a indústria nacional de fabricação de autopeças, porque são itens sem similares produzidos no país. “A lista é muito limitada. Se passarem a ser produzidas aqui, não fará sentido essa redução”, afirmou Alvim. Entre as peças incluídas, estão alguns tipos de caixas de câmbio.

14/09/2010

Fonte: Terra

 

Resolução CAMEX No 82, de 15/12/2009 - Altera NCM

A Resolução CAMEX No 82, de 15/12/2009 altera a Nomenclatura Comum do MERCOSUL - NCM e as alíquotas do Imposto de Importação que compõem a Tarifa Externa Comum - TEC, de que trata o Anexo I e II da Resolução CAMEX n. 43, de 22 de dezembro de 2006.

Para o texto completo da resolução veja no link abaixo:

http://www.desenvolvimento.gov.br/arquivos/dwnl_1260968454.pdf

Siscomex posição da NCM como erro impeditivo de registro DI-DSI

Informamos que, a patir de 01/01/2009 , O Siscomex Tratará como erro impeditivo de registro de DI/SI os casos em que as posições das ncm constantes das declarações não constarem do respectivo conhecimento eletrônico(CE) informando no Siscomex carga conforme previsto no inciso IX, art 66 do ato declaratório executivo COREP n } 3 de 28 de março de 2008.

Equipe Gaia Trading participa de curso sobre Negociação em Comércio Exterior

Equipe Gaia Trading participa de curso sobre Negociação em Comércio Exterior baseado na metodologia Harvard, a ser ministrado por professoras da FGV.
 

Sócio da Gaia Trading propõe modelo fiscal/contábil para operações de importação de conta e ordem de terceiros

Sócio da Gaia Trading propõe modelo fiscal/contábil para operações de importação de conta e ordem de terceiros
 

Sócio da Gaia Trading participa da reunião no Conselho de Comércio Exterior

Sócio da Gaia Trading participa da reunião mensal no Conselho de Comércio Exterior do Espírito Santo em Ação para definir o Projeto Gargalos Logísticos no Espírito Santo, questões legais do comércio exterior, entre outros asssuntos.